Quarta-feira, 17 de Outubro de 2007

Dois milhões de pobres em Portugal

Há, em Portugal, pelo menos dois milhões de pobres, apesar de o número poder ter aumentado nos últimos anos, admitiu o economista Rogério Roque Amaro, defendendo a adopção de uma diversidade de soluções para os diferentes tipos de pobreza. No IV Congresso da Associação Cais "Economia para Todos" que se realiza segunda e terça-feira na Fundação Luso-Americana em Lisboa, Rogério Roque Amaro sublinhou a "diversidade" da pobreza, que se tem agravado nos últimos anos. Segundo o economista, a pobreza atinge, hoje, com mais incidência os idosos com pensões baixas, os desempregados de longa duração e recorrentes, as famílias monoparentais, as minorias étnicas e os pequenos agricultores. Além da pobreza, Rogério Roque Amaro referiu-se, ainda, à exclusão social em que vivem os idosos em geral, "não só os que possuem pensões baixas", os filhos de pais "viciados" em trabalho, os reclusos, os toxicodependentes, as minorias étnicas e os sem abrigo.

DN

Com a corrupção que existe em Portugal não se esperava outra coisa. Já estamos ao nível da América Latina e com desequilíbrio económico entre ricos e pobres em breve chegamos ao nível dos Países Africanos.


publicado por estremoznet às 20:30
link do post | comentar | favorito

    

English

ÉVORA

Click for Evora, Portugal Forecast

Distinção de Ipsis Verbis 

 

  Concedida por " Estremoz Soeiro"

 

links

Forum MotaDigital